Arquivo

A atualidade espanhola, eixo da visita ao Círculo de Economia de Barcelona

A atualidade espanhola, eixo da visita ao Círculo de Economia de Barcelona

20.11.2014

Os Líderes foram recebidos pelo seu diretor-geral, Jordi Alberich, e pelo ex secretário de Estado das Relações Exteriores, Miquel Nadal

Uma vez terminada a primeira etapa do I Programa Líderes Brasileiros em Madrid, na qual os participantes visitaram instituições económicas, políticas e académicas, a delegação deslocou-se a Barcelona para seguir a agenda na cidade condal. No Círculo de Economia de Barcelona teve lugar um encontro com o seu diretor-geral, Jordi Alberich Pascual, e com Miquel Nadal Segalá, ex secretário de Estado das Relações Exteriores.

De acordo com o ex secretário de Estado, o Círculo de Economia é uma instituição peculiar, muito catalã, no sentido de que se trata de um centro com um importante papel para a sociedade civil. Criado há 56 anos, funciona como um clube no qual se reúne gente de todo o tipo, não só empresários, mas também académicos e profissionais liberais. Como think tank realiza uma função de reflexão que se articula principalmente sobre dois temas: uma visão muito europeísta e um grande interesse no desenvolvimento da indústria. O seu financiamento provém das quotas dos sócios (conta com cerca de 1.300) e das contribuições realizadas por empresas colaboradoras, um modelo que lhe permite manter-se independente, já que não depende de nenhuma administração. Embora não se dedique à publicação exaustiva de relatórios especializados, emite opiniões nas quais se pronuncia sobre aspetos que considera importantes para o país, não apenas de caráter económico. Estas opiniões costumam ser levadas muito em conta, já que ao longo dos anos se tornou numa entidade muito influente.

Os jornalistas brasileiros tiveram a oportunidade de refletir junto de Jordi Alberich Pascual e de Miquel Nadal Segalá sobre a realidade económica e política espanhola, mostrando-se muito interessados em assuntos como a questão catalã, o aparecimento de novas forças políticas, as perspetivas de crescimento do país e o impacto das reformas estruturais na sociedade.

Quando à importância do Brasil para Espanha, falou-se da força da sua economia como motor da Ibero-América para Espanha, tendo em conta a relevância que a Argentina teve no passado, destino de grandes investimentos espanhóis. Nesse sentido, a partir de Espanha vê-se com muito respeito e admiração o que aconteceu no Brasil nos últimos anos, com Cardoso e Lula da Silva, a nível do crescimento, do lançamento dos alicerces e da promoção internacional. Por outro lado, os representantes do Círculo de Economia de Barcelona colocaram em cima da mesa uma questão sobre o que consideram que ambos os governos deveriam trabalhar, que é a perceção de algumas empresas espanholas presentes no Brasil de que é difícil fazer negócios no país, entre outras coisas pelo complicado sistema fiscal. As grandes empresas espanholas no país ibero-americano estão a funcionar muito bem, mas esta é uma linha de trabalho que deve ser equacionada para a agenda política, por forma a ser alcançado o objetivo de promover o investimento a nível médio que pode ser realizado pelas PME espanholas.

Más imágenes en la Galería.

Contato

C/ Serrano Galvache, 26.
Torre Norte, planta 9ª.
Ministerio de Asuntos Exteriores, Unión Europea y Cooperación
28033 Madrid (ESPAÑA)
contacto@espanha-brasil.org

Comunicación: www.nolsom.com

 

 

Newsletter

Se quiser receber a nossa newsletter mensal insira o seu endereço de email

Preencha o formulário

Informação

Patronos

Abertis
Acciona
Casa América
Iberdrola
Iberia
ICEX
IE
Inditex
Indra
Instituto Cervantes
Mapfre
Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación
Naturgy
Repsol
Grupo Santander
SEPIE
Telefónica
©2018 Fundação Conselho Espanha Brasil