Arquivo

Café da manhã de trabalho com a secretária de Estado da Comunicação

Café da manhã de trabalho com a secretária de Estado da Comunicação

18.11.2014

Os Líderes reuniram-se com Carmen Martínez Castro para ouvir o ponto de vista da comunicação governamental numa visita ao Ministério da Presidência

Para a I edição do Programa Líderes Brasileiros, centrada nos meios de comunicação, a Fundação Conselho Espanha-Brasil elaborou uma agenda muito relacionada com o perfil profissional dos participantes. Para cumprir o objetivo de apresentar diferentes pontos de vista da realidade socioeconómica espanhola, a Fundação quis contar com a visão da Secretária de Estado da Comunicação. A delegação participou num café da manhã de trabalho no Ministério da Presidência com a secretária de Estado da Comunicação, Carmen Martínez Castro e com a diretora-geral da Comunicação, Consuelo Sánchez Vicente, durante o qual puderam apreciar o funcionamento da comunicação governamental em Espanha.

A secretária de Estado explicou aos líderes a razão de ser da comunicação dentro do aparelho do Governo espanhol, uma forma de trabalhar estrutural, herdada do passado e que não se modificou no novo governo. A seguir, fez um balanço dos três anos do Governo de Mariano Rajoy “que chegou à Moncloa com uma situação muito delicada pela frente, na qual se deparou com um deficit público de 9% e com a missão de tirar o país da crise”, assinalou. Para isso, Espanha viu-se obrigada a empreender reformas estruturais como a restruturação bancária; a reforma do mercado de trabalho, da educação e da administração pública e uma renovação legislativa da lei de empreendedores e da lei de transparência, como exemplos.

Estas reformas, segundo Carmen Martínez Castro, levaram Espanha a acumular já cinco trimestres consecutivos de crescimento e a liderar a recuperação da zona euro. “Embora esta seja uma questão delicada”, reconheceu, “porque nos interessa uma Europa forte já que a Europa é o nosso principal cliente”. Também mencionou que se está a criar emprego líquido, uma das prioridades do Executivo, o que se conseguiu graças a uma desvalorização interna sem desvalorizar a moeda, só à base de reformas que permitiram controlar a inflação. Entre os indicadores favoráveis, a secretária de Estado também mencionou o índice de confiança do consumidor, que passou de 40% para 80% e que põe em revelo como a economia espanhola se vai regulando de um período de excessos para enveredar pela senda do crescimento.

Más imágenes en la Galería.

Contato

C/ Serrano Galvache, 26.
Torre Norte, planta 9ª.
Ministerio de Asuntos Exteriores, Unión Europea y Cooperación
28033 Madrid (ESPAÑA)
contacto@espanha-brasil.org

Comunicación: www.nolsom.com

 

 

Newsletter

Se quiser receber a nossa newsletter mensal insira o seu endereço de email

Preencha o formulário

Informação

Patronos

Abertis
Acciona
Casa América
Iberdrola
Iberia
ICEX
IE
Inditex
Indra
Instituto Cervantes
Mapfre
Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación
Naturgy
Repsol
Grupo Santander
SEPIE
Telefónica
©2018 Fundação Conselho Espanha Brasil